Sumário

A planta Monstera adasonii é uma das preferidas da tendência urban jungle que tem tomado o país nos últimos meses. Portanto, se você também tem notado essa popularidade e deseja saber mais sobre essa espécie. Veja, aqui no Horta, Jardim e Cia, esta matéria até o final.

Conhecida popularmente como imbê furado ou queijo suíço, devido aos furos de suas folhas, essa planta é uma espécie de trepadeira. Apesar de ser fácil de cuidar. Saiba que alguns cuidados são essenciais para que ela se mantenha saudável. Veja abaixo alguns:

Condições climáticas ideais para cultivar imbê

Muito conhecida do dia a dia dos brasileiros, a imbê é uma planta muito fácil de ser encontrada em espaços públicos e decoração de fachadas das residências. Devido ao grande volume de folhas e hastes que produz. O imbê sempre foi muito usado em praças.

Além de sua beleza, o imbê é uma planta de origem tropical, pois seu cultivo no Brasil começou desde os tempos da colonização. Sua utilização popular em comunidades ribeirinhas ainda é conhecida até hoje. Pois essa planta guarda propriedades medicinais também.

Dessa forma, a temperatura ideal para o cultivo do imbê se mantém em uma média mais alta entre 18 e 32°C. Portanto, regiões mais frias podem encontrar dificuldade para cultivar essa planta.

Portanto, o clima ideal para cuidar dessa planta é o tropical. Pois ela gosta de calor. Todavia, é preciso acompanhar seu crescimento, já que ela pode se tornar invasiva. Suas hastes chegam a medir até 5 metros de altura. Caso tenham apoio para isso e as raízes se esticam até o solo em busca de nutrientes.

Com uma aparência singular e semelhante às folhas de bananeira. Veja mais sobre o cultivo ideal do imbê em sua casa, logo abaixo:

Solo ideal para imbê

conheça Imbê - Reprodução Canva

Imbê – Reprodução Canva

Para plantar o imbê diretamente no solo em seu jardim, saiba que existe um processo para garantir que ela cresça de forma saudável. Portanto, se você deseja que ela agarre uma parede ou muro.

Não é necessário colocar nenhum suporte extra para a planta. No entanto, caso queira direcionar essa planta para criar uma decoração viva, será preciso oferecer o suporte para isso.
O solo ideal para cultivar imbê deve ser firme. Portanto, cave na terra e adicione calcário nela. Já que o solo brasileiro tem uma tendência à acidez. Por causa disso, precisa passar por uma preparação do PH para que ele possa receber plantas de origem amazônica.

Assim que preparar o solo dessa forma, regue logo em seguida para que o calcário se misture bem à terra e ganhe profundidade. Pois, assim as raízes vão se adequar de forma mais eficiente.
Além do solo, alguns cuidados também são indispensáveis. Portanto, continue lendo para saber mais sobre eles:

Germinação e transplante de mudas

A propagação do imbê acontece através do plantio das mudas. Portanto, saiba que as raízes se esticam até o solo para absorver nutrientes essenciais para seu crescimento. Nesse sentido, basta remover as partes que contam com raízes na terra para fazer o replantio.

[maxbutton id="1"]

Desse modo, a planta pode percorrer um longo espaço e caminhar por onde o sol tem mais capacidade para se desenvolver. Assim, a planta pode ser dividida em várias partes para cultivar em outros ambientes.

Retire as hastes que estão mais afastadas do imbê e mantenha as raízes na água por um dia inteiro. Depois disso, basta fazer o plantio onde desejar e manter os cuidados abaixo:

Como regar imbê

Como foi dito anteriormente, imbê é uma planta de clima tropical. Portanto, está acostumado com bastante água de rios e lagos espalhados por países como o Brasil. Então, se a sua região está passando por um período de estiagem ou baixa umidade do ar. Saiba que a rega deve ser excessiva para essa planta.

No entanto, é preciso ter cuidado para não molhar suas folhas. Visto que o sol direto pode prejudicar a saúde da planta nessas condições. Portanto, regue apenas o solo, já que a água auxilia na retenção dos nutrientes também.

Como podar imbê

A poda para o imbê deve acontecer durante o período de inverno, pois essa planta entrará em um estado de dormência durante essa época. Nesse sentido, reserva a seiva para nutrição da planta enquanto o sol está aparente para suportar os dias mais frios do ano.

Além da poda anual de inverno, saiba que é importante se manter atento à planta para notar se aparecem folhas amareladas ou caules rígidos. Pois, também devem cortar essas partes.

Adubação ideal para o imbê

A adubação ideal para cultivar imbê deve contar com calcário e nitrogênio. Portanto, a cada dois dias. Saiba que essa planta deve receber compostos orgânicos como esterco curtido bovino, por exemplo.

Facilmente encontrado em lojas de jardinagem, esse adubo é ótimo para o cultivo de imbê. Todavia, também pode ser substituído por húmus de minhoca que já possui bastante nitrogênio em sua composição.

Podem usar cascas de vegetais para preparar um substrato rico em matéria orgânica que melhora o desenvolvimento do imbê.

Pragas comuns e como evitar

Infelizmente, as pragas também costumam aparecer durante o cultivo de imbê. Portanto, os pulgões são os insetos mais recorrentes nessa espécie. Comuns em plantações pelo mundo inteiro, os pulgões são pragas altamente destrutivas que precisam ser combatidas e evitadas de qualquer forma.

Conhecidos por absorver a seiva das plantas através do caule e das folhas. Os pulgões são atraídos para seu jardim quando notam que existe algum problema no cultivo.

Ou seja, tanto a falta de rega quanto o excesso e a adubação excessiva podem ser atrativos para que esses insetos apareçam. Visto que a planta fica saturada e perde resistência.

Para combater as pragas no cultivo do imbê. Saiba que é importante evitar que apareçam e isso depende dos cuidados adequados que mencionamos nesta matéria.

Para acabar com essas pragas em caso de infestação, existem misturas caseiras que podem ser usadas. Todavia, uma dica para evitar que continuem aparecendo é espalhar joaninhas pelo jardim, visto que elas consomem essas pragas.

Categorizado em:

Jardim,