Sumário

A salsinha possui origem da Europa, sendo muito conhecida como salsa ou perrexil. É uma planta do tipo “herbácea bienal”, ou seja, que cresce durante dois anos consecutivos e depois morre. Uma curiosidade sobre essa planta é que pode ser usada como remédio. Continue lendo que o site Horta Jardim & Cia apresenta tudo sobre o cultivo dessa planta.

Condições climáticas favoráveis da salsinha

Para que a salsinha se desenvolva e possa ser colhida na época certa, é muito importante cultivá-la em um ambiente com as condições climáticas adequadas. Tendo origem europeia, a salsinha é um tipo de planta que se adaptou aos climas mais moderados.

Dessa forma, a salsinha deve ser plantada em locais que a temperatura varie entre 10° a 22°C. Quando plantada em locais de calor intenso, que passe dos 30°C, é recomendado plantar em um vaso para que possa ser colocada em um local com sombra.

Outro ponto muito importante sobre as condições climáticas é que essa planta precisa de pelo menos 4 horas de sol diário. Lembrando que deve pegar o sol do início da manhã e do final da tarde para que as folhas não sejam danificadas.

Preparo do solo e substrato ideal

Antes de plantar a salsinha é indispensável preparar o solo, afinal, essa planta precisa de nutrientes para que possa crescer. Em relação ao pH do solo, precisa variar entre 5,5 a 6,7, isto é, não pode ser ácido.

Além disso, a salsinha gosta de um solo areno-argiloso. Solos desse tipo contém uma quantidade de areia, a qual ajuda na drenagem da água e na manutenção da umidade do solo, isso sem deixar o solo encharcado.

Já o substrato ideal para a salsinha deve ser composto de matéria orgânica, sendo húmus de minhoca que ajuda na drenagem do solo e compostagem de folhas.

Germinação de sementes e transplante de mudas da salsinha

Salsinha

Salsinha – Imagem: Pixabay

A germinação das sementes da salsinha costuma demorar entre 2 a 6 semanas, por isso é muito importante que o solo e o clima estejam adequados. Mas, para acelerar o processo de germinação existe uma técnica que pode ajudar.

Antes de plantar as sementes, deixe-as em água morna durante 24 horas. Antes de plantar, escolha um vaso grande, pois a salsinha pode chegar a medir cerca de 80 cm de altura e sua raiz 50 cm.

Planta as sementes a uma profundidade de 1,5 cm. Quando as mudas atingirem entre 4 a 5 cm, o ideal é fazer um desbaste para que cresça mais rápido. Para isso, com uma tesoura esterilizada corte os galhos rentem ao tronco e replante no local definitivo.

Em quanto tempo colher

A colheita da salsinha pode ser feita após 60 a 90 dias após o plantio, isso quando a planta tiver atingido cerca de 14 cm de altura. Um dos principais cuidados que se deve ter ao colher a salsinha é não ultrapassar a um terço das folhas da planta.

[maxbutton id="1"]

Se a cada 30 dias fizer uma colheita deixar um terço das folhas, no local das antigas nascerá folhas novas e as que ficaram poderão ser colhidas. Dessa maneira, retire as folhas com o talo e sempre as folhas mais velhas. Para saber se as folhas são velhas, note que possuem um verde escuro e são mais grossas.

Como regar

Como citado acima, a salsinha é uma planta que gosta de temperaturas mais amenas, logo você precisa deixar o solo sempre úmido. Porém, fique atento que o solo não pode ficar encharcado caso contrário a raiz da planta pode apodrecer e acabar prejudicando o desenvolvimento.

Sendo assim, regue pelo menos uma vez no dia durante o verão. Para saber se a terra está úmida, use um palito de madeira para mexer o solo, caso ele saia seco, regue a planta. Agora, durante o inverno não é preciso regar todos os dias, apenas nos dias em que não chover e o solo estiver seco.

Como podar a salsinha

A poda é um processo indispensável para estimular o crescimento de uma planta, seja ela hortaliça ou uma árvore frutífera. Na hora de podar a salsinha sempre escolha os ramos que tenham pelo menos três galhos.

Tendo identificado esse ramo, corte os galhos das extremidades, como também, deixem um talo de pelo menos 2 cm na planta, pois ali nascerá outro galho de salsinha. Mas, antes de começar a podar sua planta, sempre esterilize o material que for usar, para isso, lave com álcool ou água quente.

Adubação e troca de substrato da salsinha

Embora na hora do plantio o solo tenha sido adubado, é muito importante fazer uma troca do substrato ao longo do ano. Devido ser uma planta herbácea bienal, ela possui um ciclo de vida de apenas dois anos, logo, faz-se necessário a adubação constante.

A recomendação é após a primeira colheita trocar o adubo da salsinha, ou seja, retirar as mudas e colocar um novo solo com a aplicação de adubo. Sendo assim, misture à terra o P2O5 e o K2O. Já o nitrogênio você deve aplicar sobre a terra, apenas uma vez no ano.

Segredos para dar mais salsinha

Agora se o objetivo é plantar e conseguir ter uma grande quantidade de salsinha, para isso é preciso além dos cuidados com o solo, rega e clima ter alguns cuidados extras. Assim sendo, para que seja possível colher salsinha durante todo o ano e não precisar gastar comprando novas sementes, colha as próprias sementes da sua planta.

Todos os anos, na primavera, a salsinha floresce. Mas, saiba que no início a salsinha fica em um tom verde claro, mas você só podem ser colhidas quando ficam escuras, em um tom de marrom. Após colher as sementes, coloque para secar durante 14 dias no sol, apenas tenha cuidado para que os pássaros não comam.

Principais pragas e como evitar

É muito comum o surgimento de mofos e pulgões na salsinha. Para evitar que essas pragas prejudiquem sua planta, o mais recomendado é fazer a prevenção, então evite regar a planta demais para não atrair mofos e use inseticidas para afastar os pulgões.

Categorizado em:

Horta,