Sumário

O alho surgiu no Oeste da China, na cordilheira de Tian Shan. Estando presente em diversas lendas, como a dos vampiros, é uma planta do tipo perene, isto é, que possui um ciclo de vida longo sendo chamado popularmente de alho-da-horta, alho-hortense e alho-manso. Confira que o site Horta Jardim & Cia apresentará muito mais informações.

Condições climáticas favoráveis do alho

Assim como qualquer tipo de planta que precisa ser plantada em condições climáticas adequadas, com o alho não é diferente. Para que essa planta se desenvolva de forma saudável é preciso que esteja em um clima mais frio, isso porque tem origem asiática.

Sendo assim, para que o alho floresça no tempo certo e possa ser consumido exige temperaturas amenas que fiquem entre 18º a 20°C na fase inicial do ciclo. Já durante o período de bulbificação, temperaturas mais baixas (10º a 15°C) durante a fase de maturação temperaturas mais elevadas 20º a 25°C.

Devido em cada fase da planta necessitar de uma temperatura em específico, a época de plantio pode variar de acordo com cada região do Brasil, pois as condições climáticas não são as mesmas. Mas, de modo geral, o alho é uma planta que se adapta muito bem ao clima brasileiro, de preferência na região sul do Brasil.

Preparo do solo e substrato ideal

Antes de plantar o alho é preciso preparar o solo. O alho é um tipo de planta que pode ser cultivada tanto em vasos quanto diretamente no chão ou em canteiros. Caso opte por plantar diretamente no chão, é preciso fazer uma aragem no solo com pelo menos 45 dias antes do plantio, isso para que o solo fique destorroado, ou seja, com a terra mais solta.

A aração deve ser feita a uma profundidade de cerca de 20 cm. Em relação ao substrato ideal para o alho é preciso adicionar um adubo que seja rico em nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e enxofre.

Germinação de sementes e transplante de mudas de alho

Alho

Alho – Imagem: Pixabay

Embora seja muito comum plantar o alho por meio de mudas, saiba que existem sementes. Estando com o solo preparado, plante as sementes a uma profundidade de pelo menos 6 cm, colocando em cada cova cerca de 3 a 4 gramas de sementes.

Lembrando que quando for plantar as sementes, não plante diretamente no chão, plante em bandejas e somente na parte do transplante que deverá passar para o local definitivo. Portanto, após 30 a 60 dias de ter germinado, é preciso podar a parte da cebola do alho deixando apenas 10 cm, isso para que cresça com mais rapidez.
Nessa fase é feito o transplante, ou seja, a muda do alho é plantada no canteiro ou no vaso.

Em quanto tempo é possível colher

O tempo de colheita do alho pode variar, isso porque existem várias espécies de alho, além de depender das condições climáticas e cuidados com o solo. Mas, de modo geral, após o plantio o alho pode demorar entre 3 a 9 meses para poder ser colhido e consumido.

Para saber se já pode colher o tempero, observe a tonalidade das folhas. É necessário que entre 2 a 3 folhas da planta estejam amareladas ou secas, nessa fase os bulbos (alho) encontram-se maduros.

Como regar

Além do cuidado com o solo durante o plantio, é preciso regar de forma adequada, caso contrário pode acabar perdendo a planta. Apesar de ser uma planta que prefere temperaturas mais amenas, é preciso regar com uma certa frequência.

[maxbutton id="1"]

Quando o alho ainda estiver do tamanho de mudas, ou seja, não tiver sido feito o transplante, regue a cada 5 ou 6 dias. Mas, antes sempre verifique a umidade do solo, para isso use um palito de madeira.

Vale ressaltar que a primeira rega deve ser feita com água morna, na temperatura de leite de bebê. Somente depois, a rega pode ser feita com a água na temperatura ambiente.

Como podar alho

A poda é uma parte muito importante para o processo de armazenamento dessa planta. A poda consiste na remoção do caule e da raiz. Com uma tesoura esterilizada, após cinco dias tendo iniciado a secagem da planta é feita a poda.

Tendo separado as cabeças de alho da raiz e do caule, o alho precisa ficar por mais 3 a 4 semanas secando em um local ventilado com uma umidade normal. Para facilitar o processo de secagem, no momento da poda, pode-se deixar cerca de 3 cm de caule para unir as plantas e deixar secar.

Adubação e troca de substrato do alho

Ainda sobre a manutenção dessa planta, é preciso que a adubação do solo seja feita com frequência, para que a terra fique sempre bem drenada e a planta tenha suporte para fixar suas raízes. Para isso, você pode usar esterco de galinha diluído em água, uma proporção de 1:20.

Apenas não se esqueça que o uso de excrementos de galinha deve ser alternado com fertilizantes minerais complexos. Esses tipos de substratos podem ser encontrados em lojas especializadas em produtos para jardinagem ou viveiros.

Segredos para dar mais alho

Para que o alho se desenvolva mais rápido e em maior quantidade, uma das dicas é plantar em fileiras duplas a uma distância que varia entre 8 a 12 cm. A técnica do plantio em fileiras duplas é muito usada no Rio Grande do Sul, se você seguir esse espaçamento, permite que as raízes tenham mais espaço para se desenvolverem.

Outro segredo é fazer uma adubação do solo em que o alho será plantado pelo menos 10 dias antes. Essa adubação precisa ser composta por nitrogênio e potássio.

Principais pragas e como evitar

As pragas também podem atacar os plantios de alho, sendo muito comum o surgimento de ácaros, tripes, pulgões e nematoides. Mas, acabar com os ácaros, é preciso imergir os bulbos antes do plantio em uma solução de hipoclorito de sódio a 1%, por 4 horas e lavar com água.

Para que você consiga acabar com as tripes e os pulgões use inseticidas apropriados. Para evitar o surgimento de nematoides é preciso fazer uma prevenção, ou seja, estudar o solo e descobrir se não há essa praga.

Categorizado em:

Horta,